segunda-feira, 14 de julho de 2008

Mon caddie, mon amour ou Meu carrinho de compras, minha salvação (muito menos poético)

Para quem se inicia na rotina do supermercado,
Uma das preocupações é ser-se poupado.
Recusa-se então um caddie comprar,
Pensando que um par de jovens braços,
Chega para tudo transportar
Sem grandes embaraços.

Isto até ao dia das promoções,
Em que redobram as mesmas preocupações.
Quatro pacotes de leite pelo preço de três,
Duas latas de ervilhas com uma grátis de cenoura a acompanhar,
Eis as contas que se fez:
Há que aproveitar!

Mas a felicidade das poupanças é de pouca duração:
Assim que se vê carregado que nem um burro,
Surge a tremenda e dolorosa aflição
De se ser tão casmurro.
Agoniza-se até casa sob o peso dos sacos,
Sofrendo dos membros cada vez mais fracos.

Marimbe-se a economia!
Marimbe-se o look antiquado!
Começa então uma grande correria,
Em busca do caddie tão desejado!
Às riscas, às pintinhas ou aos quadrados,
É só escolher neste festival de caddies abençoados!

Oh caddie, se soubesses como minha vida mudaste!
Como minhas compras facilitaste!
Com tuas brancas rodas pela rua fora,
Passeias os meus víveres sem demora!
E quando em casa, guardo-te com um beijinho,
Num armário, todo dobradinho.

sábado, 12 de julho de 2008

Se um elefante incomoda muita gente, dois elefantes incomodam muito mais.

Foi assim que pensou a Alfacinha.
Se 11 orais incomodam muita gente, 11 orais + 1 espectáculo de sapateado incomodam muito mais. Então, toca a andar, vamos a isso.
24 dias, três personagens: a Alfacinha com chinelos de preguiça, não me apetece estudar, não me apetece estudar, a Alfacinha examinada, cabeça erguida, voz convincente, será que sei mesmo do que estou a falar?, e a Alfacinha do palco, step shuffle, step step, drawback, drawback...
E ao 25º dia… a Alfacinha de férias. Sorriso nos lábios, foi vender os livros de física e química. Cambaleante com tal peso, peso em kilos e em neurónios, despachou aquela tralha toda. E ao sair da livraria, felicidade. Mesmo. Acabado, livrei-me disto! Quase que fez um salto com toque de calcanhares em plena Place de Saint Michel.

video

(ai de quem mandar isto para os apanhados!!)